Sketch Tour Portugal 5 - Loulé

Em Loulé o dia estava chuvoso, mas ainda consegui desenhar uma vista do exterior do Mercado, antes de me abrigar no interior. 
Tive de me abrigar da chuva no interior do mercado, acabei a tentar captar o movimento do dia a dia. 
Enquanto a chuva  já caia em força e eu ia a passar na rua, a caminho de ir ter com a Roisin e a Susana, quando fui atraído por uma parede cheia de ferramentas, entrei e pedi para desenhar... Enquanto fui desenhando fui falando com o dono da oficina, que me disse que a profissão de caldeireiro esteve em vias de extinção na zona, a sua aprendiz uma rapariga de origem brasileira, que retratei, tinha de fazer 100 brincos para venda durante a manhã... pareceu me que seria o seu primeiro dia na oficina. 

Durante a tarde, a chuva continuava a cair , mas mesmo assim, fomos até à Fonte Benémola perto de Querença em Loulé, na esperança que existisse uma aberta para um desenho, no meio da natureza. Foi o que aconteceu... Acho que o são Pedro lá em cima ouviu as nossas preces enquanto desenhávamos e fechou as comportas, só voltou a mandar chuva quando acabamos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário