Encontro em Lagos

Desenhado no local e pintado em casa
Sketch in the local and colored in home


Durante o mês de Abril fui conhecer e desenhar com uma desenhadora austríaca de nome Irene a Lagos. Como sempre em todos os encontros que tenho com outros desenhadores, desenho muito pouco, conhecer as pessoas e trocar experiências é mais importante nestas situações; além disso, desenhar requer alguma concentração e ter alguém ao lado para conversar é sempre uma distracção para mim.

Quando desenho na rua,  passo muitas vezes por  turista, então no Algarve... desta vez, um homem, pensando que era um turista estrangeiro, aproximou-se a pedir tabaco e alguns trocos dizendo que era para comer. Desta vez eu compreendo a confusão, porque tinha ao meu lado a desenhar uma pessoa loira de olhos azuis e estávamos a falar em inglês.

O homem percebendo que eu não era um estrangeiro e que não lhe ia dar nada, então debruçou-se sobre a Irene a ver o que desenhava e depois sobre mim . Como quase todas as pessoas, ao ver o desenho começou a procurar as semelhanças com a paisagem, como é normal, e lá vieram  os comentário e as perguntas. No meu caso foi « Mas onde está esse homem que tens aí no desenho?», «Não está, já esteve por breves instantes», respondi; depois disse-me que já tinha visto várias pessoas a desenhar aquele lugar, mas que preferiam desenhar um outro edifício, um com umas janelas curvas, mas que o meu  estava a ficar giro, entretanto  despediu-se  e foi embora.

Foi uma tarde bem passada de boa conversa e de desenhos, que espero poder repetir mais vezes!!



During the month of April I went to meet and draw with Austrian designer named Irene in Lagos. As always in all the meetings I have with other fellows sketchers, I draw very little, meeting people and share experiences is more important in these situations, also drawing requires some concentration and having someone next to me to talk is always a distraction for me.

When I draw on the street, while often I am confused with tourists, so in the Algarve ... this time, a man, thinking i was a foreign tourist, approached to ask for tobacco and some money, saying that was to eat. This time I understand the confusion, because I had in my side drawing a person with blue eyes and blonde hair and  we were talking in English.

The man realizing that I weren´t a foreigner and would not give him anything, then leaned over to see what Irene and I  drew . As almost all people,when they see a drawing, began to look for similarities with the landscape, as is normal, and there came the comments and the questions. In my case it was « But, where is the man you have there in the drawing?», « There is already been briefly», I replied, and then he told me he had seen several people  draw that place, but they preferred to draw another building, one with a curved windows, but my sketch was good, however said goodbye and left.

It was a fantastic afternoon of good conversation and drawings, which I hope to repeat more times!!

Sem comentários:

Enviar um comentário